sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

BYTES













BYTES - Projeto iniciado em 1985 e concluído em 1998. Trata-se de aquarelas e guaches no formato 48 x 36 cm cada, onde o retângulo do suporte da pintura é dividido em 16 sub-retângulos, de modo que o espaço pictórico possa ser concebido como tetradimensional ou espaço-temporal. Embora haja uma afinidade com obras da Pop Art, especialmente de Andy Warhol, o parentesco é superficial e enganoso. A origem  da série está na informática, nas unidades de memória do computador (os bytes formados de bits). No caso, cada bit é um "retrato" abstrado obtido com curvas antropomorfas. A unidade visual de cada Byte é obtida através da cor - os retratos-bits são pintados simultaneamente, em camadas sucessivas, que assumem uma dimensão temporal. O resultado é uma obra aberta, no sentido de que os Bytes podem ser combinados aleatoriamente, formando painéis de difentes formatos. Acima eles estão combinados dois a dois (fotos de Marco Rodrigues). 

Na exposição Tempo-Cor, foi mostrado um conjunto de 90 Bytes (a instalação 1,44 mil bits, tendo sido o formato dos painéis definido previamente por computação gráfica.


1,44 mil Bits na Galeria do Século XXI do Museu Nacional de Belas Artes do Rio de Janeiro  - exposição individual Tempo-Cor - 2002 - Curadoria de Fernando Cocchiarale - patrocínio BR Distribuidora (Lei Rouanet) - fotos: Enéas Valle



1,44 mil Bits no Instituto Tomie Ohtake, São Paulo - exposição individual Tempo-Cor - 2003 - curadoria de Fernando Cocchiarale - patrocínio BR Distribuidora (Lei Rouanet) 
foto: Denise Andrade





Enéas Valle e Alexandre Valadares no Atelier Amarelo Solar
Alexandre Valadares é produtor cultural. Estamos trabalhando juntos num projeto para 2011.